Cruz Cabalística

A CRUZ CABALÍSTICA

Ritual individual diário

Composto de quatro partes:

1 – Cruz Cabalística

2 – Traçado do Pentagrama

3 – Invocação dos Arcanjos

2 – Final
1. A CRUZ CABALISTICA

1. Tocar a testa, dizendo: ATAH (A Ti)

2. Tocar o peito, dizendo: MALCHUTH (O Reino)

3. Tocar o ombro direito, dizendo: VE-GVURAH (E o Poder)

4. Tocar o ombro esquerdo, dizendo: VE-GDULAH (E a Gloria)

5. Entrelaçando os dedos das mãos sobre o peito (ou segurando sua arma à
sua frente) dizer: LE-OLAM AMEN (Para todo o Mundo Amen)

Enquanto executa o gesto, o praticante deve visualizar claramente a mão
como que traçando uma linha de Luz Branca
(alguns preferem vê-la negra brilhante)
desde do alto da cabeça, descendo ao plexo solar, e dali até os pés,
a localização microcósmica de Malchuth.

Deve-se visualizar também uma linha de Luz desde o ombro direito até o esquerdo,
enquanto se diz VE-GVURAH, VE-GDULAH, formando assim a Cruz.

No centro destra cruz visualizar uma Rosa em sua forma natural ou em forma estilizada.
A Rosa deve ser visualizada enquanto se vibra a palavra LE-OLAM AMEN.

Completa-se assim a chamada Cruz Cabalistica.

2. O TRAÇADO DOS PENTAGRAMAS

Para o Ritual Menor do Pentagrama INVOCANDO, o Pentagrama usado será o
de terra, assim:
1
4 3

2 5

A figura é traçada no ar, mantendo-se o braço erguido, enquanto se segura a arma escolhida para traçá-lo.

a) De frente para o Oriente (no caso de Thelemitas, o NORTE), traçar o primeiro Pentagrama, tomando uma inspiracao profunda, apontar a arma para o centro da figura e dizer o nome divino YHVH (pronuncia-se YE-HO-VAH), usando todo o seu alento.

b) Mantendo a arma apontada para o centro do primeiro Pentagrama (o braço estendido em linha reta), virar-se para o SUL (à direita), repetir o mesmo processo dizendo ADNI (AH-DO-NAI).

c) Voltar-se para o Ocidente (à direita) e repetir o mesmo processo, dizendo AHIH (pronuncia-se EH-HE-YAY).

d) Finalmente, virar-se para a direita (Norte), repetir o processo dizendo AGLA (pronuncia-se AGLA).

e) Entao, mantendo o braço erguido com a arma, retornar ao Oriente (ou Norte), onde se iniciou, de modo que a arma fique apontada para o centro da figura ali anteriormente traçada.

f) As linhas dos Pentagramas devem ser “visualizadas” como linhas intensamente brilhantes. À medida em que cada Nome Divino é pronunciado, imagine-se que o mesmo é transportado (ou expande-se) aos confins do Universo.
3. INVOCACAO DOS ARCANJOS

Ainda voltado para o ponto inicial (Oriente ou Norte),
estender os braços em forma de Cruz e dizer alto e claro:

À minha frente RAPHAEL

Atrás de mim GABRIEL

À minha direita MICHAEL

À minha esquerda URIEL

Pois à minha volta flameja o Pentagrama
e na Coluna do Meio está a Estrela de Seis Raios

4. FINAL

Repetir a CRUZ CABALISTICA (1 a 5).

Este e’ o Ritual de Invocação, o qual deve ser realizado, pela manhã ao acordar.

À noite, antes de dormir, faz-se o Ritual de Banimento, que consiste no mesmo, mudando-se apenas a direção do traçado do Pentagrama, para o seguinte:

2

4 5

1 3

10989229_422915777872433_8355951810764292415_n

por Patriciatarologasp

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s